Senjou no Valkyria – 02

Isara retira o pano do tanque e Alicia pergunta se ele pode se mexer.

Isara confirma que sim. Welkin pergunta se as duas tem mesmo a intenção de usar aquele tanque. Dentro do tanque Alicia começa a cuspir ordens, como onde e o que cada um deles deve fazer. Do lado de fora, os soldados se aproximam da casa, ao mesmo tempo que o tanque arrebenta o portão. Os tanques inimigos tentam mirar, mas o que eles estão é rápido demais e eles não conseguem mirar. Nisso Welkin dispara contra os tanques inimigos, mas só cria uma cortina de fumaça, por onde eles passam correndo. Dois soldados que estão em uma torre de observação percebem o tanque e preparam-se para atirar, mas param quando veem que a Alicia está acenando de lá. Mais tarde todos estão olhando para o tanque quando percebem que quem está saindo é Welkin e Isara, ficando desconfiados, mas Alicia logo explica que eles são filhos de Gunther. Uma das amigas de Alicia(uma das personagens que num lembro o nome XD) reconhece Welkin, ao que Alicia responde que foi ela que havia dito que o Welkin era um espião. O líder deles pergunta o que aconteceu a Alicia e ela explica que foram atacados pelas tropas inimigas. Ele fica bravo pois Alicia fugiu para o vilarejo, apontando a posição deles para o inimigo. Alicia recruta que não adianta se esconder pois é questão de tempo até que eles os encontrem. Após alguma discussão eles decidem se preparar para o ataque, revelando que eles tem dois “tanques”.
Welkin tenta argumentar com ele, mas após alguma discussão fica decidido que ele e Isara devem ficar de fora do combate. Nisso uma explosão acontece e o vigia avista 6 tanques se aproximando.
Os soldados inimigos invadem a cidade e começa a troca de tiros. Os soldados aliados começam a ser atingidos e eles pensam em recuar mas descobrem que estão cercados. Ao chegarem no galpão onde os tanques estão, o líder decide usá-lo, apesar dos avisos da Isara que ele ainda não está pronto. Enquanto isso Alicia e Welkin estão tentando contato para pedir reforços/avisar que estão sendo atacados, mas não conseguem. Pouco depois Isara aparece avisando que o tanque que foi mandado para o ataque ainda não estava pronto. Nisso o dito cujo está atirando contra os tanques inimigos. Ele consegue destruir um, mas logo depois para. Dentro do tanque o líder percebe que um tanque inimigo se aproxima e dá a ordem para fugir, mas aparentemente é tarde demais. O tanque inimigo dispara e os explode. Alicia e os outros estão reagrupando, juntando os feridos. Alicia pensa no que fazer quando Rakan chega. Ele tenta explicar o que fazer e Welkin corta resumindo que agora só o que falta para eles é fugir. Nesse meio tempo, os inimigos estão pensando onde está o tanque de antes. Alicia pergunta para Welkin e Isara se eles não vão fugir, mas os dois dizem que não vão deixar o tanque para traz. Alicia avisa que o tanque vai conseguir uns 30 minutos desviando a atenção do inimigo. Os dito-cujos estão se preparando para avançar quando Alicia e os outros disparam contra eles, destruindo um dos tanques. Os inimigos tenta revidar, mas o disparo reflete no tanque da grupo e cai numa casa próxima. Eles passam correndo entre dois tanques e após um cavalo-de-pau, Welkin dispara contra os dois tanques. Do local onde estão Rakan e o caminhão com os feridos, avistam-se as colunas de fumaça. Enquanto isso os tanques continuam sendo destruídos um a um pelo grupo. Ao receber informações de que reforços dos aliados estão chegando os inimigos começam a recuar. Welkin pergunta se não seria melhor eles correrem atrás dos inimigos, mas Alicia diz que o melhor agora é ter certeza que todos conseguiram fugir em segurança. Mais tarde o grupo que fugiu está reagrupado próximo da cidade, quando o grupo chega. Ao entardecer, olhando para a cidade a distância, Alicia começa a pensar que ela trabalhava numa padaria a pouco tempo atrás e que agora estava participando de uma guerra, e que mal podia acreditar. Pouco depois Welkin, Isara e Suji chegam e eles falam sobre como a guerra vai piorar mas que tudo vai mudar depois que ela acabar. Welkin diz que lutar é algo que faz parte do ser humano, e que não há outra saída. Alicia então decide entrar para o exército para lutar pelo que acredita.
Depois, nos alojamentos, Alicia está desfazendo as malas, e ve o jornal que tem como manchete que a sua cidade se rendeu. Pouco depois, uma mensagem chega para Alicia, com novas ordens. Alicia acompanha a mensageira, e quando estava pensando na vida, ao dobrar uma esquina, bate de frente em um soldado, caindo sentada no chão. Ao ver quem era o soldado, ela percebe que é o Welkin.

Antes que alguém me pergunte. Sim, os tanques e as cidades tem nomes diferentes, mas como eu não tenho certeza de nenhum deles (não joguei o jogo pra PS3, nem li reviews em lugar nenhum XD), prefiro chamar por nomes genéricos, pelo menos por enquanto. ^^

Anúncios

~ por Sniperk em 12/04/2009.

 
%d blogueiros gostam disto: