ToraDora – 25 (Final)

Yasuko corre em direção a casa dos seus pais, chamando pelo Ryuuji. Ao chegar na porta da casa ela percebe o que está fazendo e hesita um pouco, mas logo após abre a porta e encontra ele sentado esperando por ela.

Logo após ela percebe que seus pais estão nas suas costas, na entrada da casa. Seu pai tenta falar alguma coisa, mas ela baixa a cabeça. Sua mãe então sorri e diz que ela soube tomar conta do Ryuuji muito bem. Ela começa a chorar. Ryuuji sorri. Taiga chega ao lado dele e sorri também. Ficamos sabendo então que a Taiga que deixou uma mensagem de voz para a Yasuko dizendo que ele estava quase morrendo, o que fez a Yasuko correr até a casa dos pais dela. O pai dela então passou um sermão nela, e então Ryuuji e Taiga comentam como a Yasuko parece uma criança. Ryuuji comenta que famílias são algo incrível, pois eles não se viam a mais de dez anos, eles continuam agindo normalmente. A mãe da Yasuko da para ela alguns manju e seu pai fica bravo por que ela está mimando a sua filha. Logo depois disso Ryuuji fala para Taiga se eles são uma família. Taiga fica pensativa. Naquela noite, Yasuko está olhando para o quintal da casa e Ryuuji se aproxima dela. Ele diz que descobriu que ela nunca foi casada. Ela revela que o pai do Ryuuji fugiu com outra mulher quando ela estava grávida dele. Todos queriam que ela abortasse o bebê, mas ela queria proteger o Ryuuji, mas que no final das contas as coisas não deram certo. Ryuuji diz que ela está errada e que até a sua avó confirmou que ela criou o Ryuuji bem. Ele diz que até mais alto que ela ele está agora, e que ela fique orgulhosa. Ela diz que tinha percebido isso já, desde o momento que viu ele fugindo com a Taiga. Porém ela tinha medo que ele fosse desaparecer da vida dela de vez, e por isso ela mesma saiu antes. Ela começa a chorar e ele diz que fugir não é a resposta. Ele fala que vai virar um adulto, que vai fazer isso na frente dela e não escondido, e é para ela ver isso acontecer. Yasuko começa a chorar novamente e Taiga, que está por perto escutando a conversa, sorri.
Ryuuji se assusta ao ver os dois futon alinhados próximos. Taiga explica que a avó dele disse que não tem problema os dois dormirem juntos, já que eles vão se casar. Ryuuji diz que agora entende como foi que a Yasuko ficou do jeito que ela é. Eles então escutam a Yasuko rindo, e sorriem também. Taiga diz para o Ryuuji apagar a luz, e abre a janela. Ela acredita que fugir e se casar não vai dar certo, mas que mesmo assim quer ter esse sonho. Ryuuji então diz que vai dar tudo certo porque a vida deles começa a partir dali. Que eles não precisam fugir para se casar e que é melhor eles fazerem isso com a aprovação de todos. Ela pergunta quem são esses todos e ele responde que seriam os avós dele e os pais dela. Ela diz que isso pode demorar, ao que ele responde que pode demorar o tempo que for preciso porque eles vão ser felizes de qualquer jeito, então porque não repartir com todos. Ela concorda, e diz que eles deveriam ensaiar por enquanto. Ela pega o lençol e cobre a cabeça com ele, dizendo ser um véu. Ryuuji fica nervoso e não consegue recitar os votos de casamento. Taiga fala sobre o que o ele tinha dito para ela, sobre o dragão ser a única besta que se igualava ao Tigre, e que por isso, mesmo sem os votos, os dois vão sempre estar juntos. Ele concorda. Ao tentar chegar perto para beijá-la, ela diz que se eles se beijarem, vai doer muito. Ele então se aproxima dela e dá um selinho, e pergunta como foi. Taiga reclama um pouco e antes que ela diga que quer que ele tente de novo, ele beija ela mais profundamente. Eles ficam se beijando então, várias vezes. Taiga, Ryuuji e Yasuko voltam para casa de trem. Durante a viagem, Taiga comenta que quando eles saíram eram apenas os dois, e que agora estão voltando com três pessoas mais um animal de estimação. Ela então pergunta ao Ryuuji se acreditava que a Yasuko viria se eles mentissem, e que ela faria as pazes com os seus pais. Ele diz que sabia e ao mesmo tempo não. Ela diz que famílias são assim. Ao chegarem, Yasuko convida a Taiga para jantar, dizendo que eles são uma família de três pessoas. Ela diz para eles irem em frente que ela vai passar em casa para trocar de roupa. Ryuuji tenta reclamar mas ela encara ele por um instante. Ele decide acompanhá-la, mas vendo que ela se recusa ele não vai. Ele diz para ela voltar rápido, porque vai fazer a sua comida favorita. Ao chegar ao seu apartamento, Taiga estranha não encontrar a sua mãe lá. Ela então começa a escutar as mensagens de voz no seu celular. As mensagens mudam de preocupação para irritação aos poucos. Taiga começa a pensar, como se estivesse conversando com o Ryuuji, que acreditava que nunca seria amada por ninguém, mas que isso era só uma desculpa para fugir. Ela então olha para o céu, e percebe uma única estrela pequena. Ela compara aquela estrela com ela mesma. Ela continua com a sua “conversa” dizendo que culpava tudo o que aconteceu com ela nos outros, mas que mesmo assim o Ryuuji ainda amava ela, e que por isso não vai mais fugir, porque assim poderá sentir orgulho de si mesma e amar ele. Ela faz as malas e deixa um recado em cima da mesa para ele.
No outro dia, na escola, seus amigos estão preocupados com ele. Yuri entra na sala para começar a aula e anúncia que a Taiga está mudando de escola, por questões familiares. Todos se surpreendem e começam a falar, mas ela diz que dali para frente, todos eles vão ter que tomar decisões difíceis, e que a Taiga também decidiu por ela mesma, e que todos deveriam dar seu apoio a ela. Imediatamente todos pegam os seus celulares. Ryuuji se levanta e sai da sala, seguido pela Minori. Ela diz para ele trancar os dentes por um instante e dá um tapa nele. Ela começa uma sequencia de perguntas sobre o que aconteceu, até que Kitamura chega e diz para ela parar. Ami se aproxima do grupo mas para quando Ryuuji começa a falar. Ele diz que não queria que ela fosse, e que a traria de volta se pudesse, mas que não podia por que ela assim pediu no bilhete, dizendo que acreditava nele. Por isso, só o que ele poderia fazer agora é aceitar. Ami chega próxima da Minori e coloca a mão no ombro dela.
Mais tarde, no apartamento dela, Ryuuji descobre que a ela deixou os documentos dela para trás. Ele então pega a carteira de estudante dela e descobre a foto dela dançando com o Kitamura no festival da escola, e logo abaixo dessa, está a foto dela com o Ryuuji, se preparando para a peça de teatro. Nesse momento ele recebe uma mensagem de texto dela onde ela conta que ele nunca disse que gostava ela. Ele percebe que é verdade. Nesse momento todos começam a receber uma mensagem de texto da Taiga, com a foto do céu com a estrela solitária que ela tirou quando estava no apartamento sozinha.
No outro dia, Minori encontra o Ryuuji próximo aos armários. Ela diz que não vai se desculpar pelo que aconteceu no dia anterior. Ao chegarem na sala, o assunto de todos é a mensagem da Taiga. Ninguem entende o que quer dizer, mas a Minori diz é o céu da noite com uma única estrela e que a estrela solitária representa a Taiga dizendo que ela está dando duro, para brilhar mais e mais para as pessoas que ela gosta. Ela então dz que a Taiga é um pouco egoísta por pensar assim, mas que entende ela e que elas vão sempre estar unidas pelo céu, não importa o quão longe elas estejam.
Nisso, a Ami começa a fingir que estava chorando dizendo que ela exagerou. Mas mesmo assim todos concordam com a Minori. Ami então diz que eles deveriam mandar uma resposta para a Taiga. A turma toda vai para o ginásio procurar algo. Ami e Ryuuji estão no depósito, e ele comenta que ela está sempre pensando nessas coisas para alegrar a todos. Ela então comenta que tinha inveja da Taiga por que todos gostavam da Taiga do jeito que ela era, mas que na verdade não era bem assim, já que ela tem o corpo e o coração pequenos, pegando qualquer coisa que os outros dão para ela, não deixando ninguem ver a sua verdadeira personalidade. Ryuuji diz que conhece outra pessoa assim, no que ela concorda dizendo que desde o começo entendeu o que a Taiga era. Ela continua lembrando que o Ryuuji falou para ela que ela era uma criança e que ela odiava a si mesma quando precisava fingir que era adulta. Ela queria que todos a aceitassem pelo que ela era, e não pelo que ela demonstrava, e que percebeu quando conheceu a Taiga. Desde que tenha uma única pessoa que a entenda, ela ficaria bem, mesmo que não fosse amor. Nisso a Minori chega dizendo que encontrou o que eles estavam procurando. A estrela de Natal feita de vidro que era da Taiga.
Depois, na sala de aula, todos fazem pose para a Yuri-sensei bater a foto. Kitamura pede para ela se apressar. Minori diz para o Ryuuji sorrir. Ele vira em direção a camera e dá um sorriso amarelo. Ami diz para ele sorrir de uma vez. Ele diz que já está sorrindo. Elas então pegam ele pelas bochechas e forçam um sorriso no rosto dele. Yuri então tira a foto.
Ryuuji começa a monologar sobre a conversa que ele teve com a Taiga, dizendo que ele é um Dragão e ela é um Tigre, e que desde tempos imemoriais a única besta que era igual ao Tigre era o Dragão. Mesmo que ele não estivesse ao lado dela naquele momento, ele viajaria atravéz do tempo e espaço e estaria sempre ao lado dela.
Algum tempo depois, Yasuko está se preparando para ir para a cerimônia de formatura do Ryuuji, se preocupando que ela é uma mãe e teria que usar menos maquiagem. Durante a cerimônia, os alunos que não estão se formando comentam sobre o status dos outros, falando do Kitamura, Ryuuji e Taiga, principalmente. Durante a conversa deles, as cenas mostram Kitamura fazendo o discurso de graduação, Minori cercada pelas colegas do clube dela, Ami e os outros alunos se reunindo e Takasu percebendo uma cabeçinha conhecida perto da janela de uma das salas de aula.
Ryuuji sai correndo em direção a sala de aula. Ao chegar lá ele encontra a sala vazia. Ele abre o armário de vassouras e encontra a Taiga escondida lá dentro. Ele comenta que parece que ela cresceu um pouco. Ela nega dizendo que não cresceu nem um milésimo de milimetro. Ele então chama a atenção dela e diz que gosta dela. Ela cora e tem mais um ataque de tsundere.

Comparando esse episódio com o 24, podemos dizer que realmente a série teve um belo dum final. Eles encerraram todas as histórias paralelas, contaram os motivos de todos (bom, menos o da Minori eu acho), e fizeram um final decente. Diferente das Novels mas ainda assim legal.
Mais tarde eu faço o review geral da série. Por hora é isso.

Anúncios

~ por Sniperk em 26/03/2009.

 
%d blogueiros gostam disto: